O papa não é conservador. Quem é conservador é o chapéu dele.

O que aconteceria se o papa fosse liberal? Já parou para pensar nessa possibilidade?

Como agiria um papa que fosse liberal? Apoiaria o aborto e o casamento de pessoas do mesmo sexo? Vamos assumir por um instante que o papa não seja conservador. Isso faz de fato alguma diferença?

Coloque-se no lugar desse papa liberal hipotético. O que estaria sobre sua guarda seria o futuro religioso de milhões de pessoas, um legado de dois milênios de uma religião, a estabilidade emocional de muita gente. Você não pensaria nos milhões de pessoas que entrariam em desespero vendo a igreja negando a si própria? Não pensaria nas inúmeras reações contrárias a você, acusando você de ser um traidor ou um iconoclasta? Você certamente pensaria que isso criaria uma instabilidade na instituição que você controla. E uma igreja desestabilizada é uma igreja que pode se fragmentar. E uma igreja fragmentada é uma igreja que serve menos a Deus.

Quando exigirmos uma mudança na igreja, pensemos nas alternativas que ela tem. A mim, me parece que ela não tem muitas senão continuar com o mesmo discurso. No máximo, relaxar uma ou outra posição, mas sem abrir mão de nenhum dos principais dogmas, numa tentativa de mudança que levará gerações para se concretizar.

Proponho que paremos de pedir que a igreja se torne o que ela não pode se tornar.

Anúncios

2 pensamentos sobre “O papa não é conservador. Quem é conservador é o chapéu dele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s