O que aconteceria se mais gente andasse de ônibus

Avenida 9 de Julho, Centro

Avenida 9 de Julho, Centro (Photo credit: Uma câmera de celular na mão)

Cucabege escreveu em um comentário:

Se 10% das pessoas que andam de carro, realmente resolvessem deixar os carros em casa pra pegar ônibus, não sei o que aconteceria com o esquema, se daria conta.

Sim, no começo, o sistema não daria conta. Mas, principalmente se as classes com poder (classes A, B, C) usassem o sistema, haveria pressão para que o sistema mudasse. Não só pressão, mas também incentivo econômico para ampliar o sistema. Ou seja, o sistema de ônibus aumentaria pela demanda maior por este serviço.

E isso não seria trocar 6 por meia dúzia? Não, pois ônibus ocupa menos espaço do que carro na rua. Hoje em dia ocupa tão pouco espaço que andar de ônibus é desconfortável. Então teríamos que ter mais ônibus que hoje em dia proporcionalmente ao número de passageiros, mas ainda assim é certeza que o trânsito seria muito melhor.

Um amigo arquiteto inclusive defende a idéia de que deveria haver ônibus de luxo para ricos. A princípio eu fui contra, mas de fato o rico infelizmente nunca vai querer se misturar ao povão no transporte coletivo, então a única forma de fazer o trânsito melhorar seria de fato deixar os ricos usarem um ônibus fru-fru. Desde que eu consiga cruzar a cidade rápido, está valendo.

Anúncios

4 pensamentos sobre “O que aconteceria se mais gente andasse de ônibus

  1. Ônibus específicos para ricos…. hum…. mas foi exatamente nesse problema em que eu pensei quando comecei a ler seu post. Pensei: “bom, ia aumentar a pressão pelo aumento da frota, mas tb aumentaria a pressão pela subida da tarifa, com as classes médias e altas usando o transporte”. Um sistema “paralelo” seria uma saída. Por exemplo, de Osasco pra São Paulo já tem aqueles intermunicipais que, dependendo do horário, são mais rápidos e bem mais vazios. Muita gente pega esses, mesmo com uma diferença de preço, para se locomover dentro da cidade, num trajeto relativamente curto, pelo conforto. Talvez funcionasse mesmo.

  2. Uma coisa que não faz absolutamente o menor sentido é sistemas diferentes entre cidades vizinhas e preços maiores para intermunicipais.

    Outro problema grave é que linhas curtas dão menos lucros do que linhas longas. Numa linha curta, vc tem poucas rodadas de catraca por viagem de ônibus, pois a rotatividade de gente dentro do ônibus é menor. Por exemplo, se a linha liga um bairro a uma estação de trem, o número de rodadas de catraca é basicamente o número de pessoas que desembarca no metro.

    Numa linha longa, vc tem mais gente entrando em qualquer parte da linha e saindo em qualquer parte da linha. No exemplo anterior, se ao invés de parar no metro a linha de ônibus continua em frente, pode ter gente que não desce no metrô e continua no ônibus, descendo em outro lugar.

    Ou seja, uma forma de maximizar o lucro de uma linha de ônibus é tentar fazer com que ela passe por uma grande quantidade de pontos cheios de gente. Por isso a gente tem um monte de linhas fazendo zig-zags sem noção dentro da cidade. E a maior parte das linhas vai tentar passar pelas avenidas mais cheias de gente, criando um efeito bizarro: em algumas avenidas, vc tem tantas linhas passando, que alguns pontos precisam virar dois, separados por uns 50 metros. Cada um deles serve a metade das linhas.

    Por que o sistema não é mais racional? Pois isso vai contra o lucro das companhias que exploram as linhas de ônibus.

  3. Exato. Sentimos todos os dias os efeitos da corrupção. Este, na minha opinião, é um excelente argumento para quem tenta diminuir a gravidade da corrupção. Um sistema de transporte corrupto é um sistema que não funciona direito. Isso é corrupção impactando a nossa vida todo santo dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s